Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os Momentos com Ana

Os Momentos com Ana

11
Jul17

Mais qualquer coisa


Ana Paula

Do que vos posso falar agora? Dos jantares?
Esses tiveram sempre lugar no hotel. Como nós optamos pelo regime de meia pensão, tínhamos o pequeno almoço e o jantar incluídos, no entanto, as bebidas eram pagas separadamente. Houve sempre muita escolha de comida, muita quantidade e a qualidade era boa.
Tínhamos entradas de queijos, enchidos, manteigas, patés.
Havia sempre carne, peixe, massas, verduras, saladas, legumes, frutas, doces e até gomas. Uma noite até tivemos direito a uma fonte de chocolate e tudo.
Era quem poderia ver jovens e menos jovens abordarem a fonte com um pouco de fruta para molhar no líquido maravilhoso e morninho. Era um rodopio. Toda a gente lambuzada, estava engraçado.

No outro dia tivemos waffles para sobremesa foi o mesmo espírito, por isso se vê "o que é doce nunca amargou".

Depois destes jantares escusado será dizer que tinham de se fazer as benditas caminhadas, para se equilibrar mais a balança. Se bem que nestas duas semanas de férias a balança decidiu presentear-me com 2 kg. Enfim ...

Nas nossas férias, para além de comemorarmos o nosso aniversário de casamento, também Roquetas celebrou  um dia, ou melhor uma noite, especial para eles. A noite de São João.
A piscina do Hotel estava toda engalanada com fitas para celebrar esta noite e, assim que terminou o jantar foi servido um pouco de uma bebida alcoólica que estava a ferver com café, limão e não sei mais o quê, mas era saborosa tipo licor. Era servida a acompanhar  uma fatia de um bolo tradicional que se chama "Coca de san juan", é um pão de ló fofo e saboroso.

Depois de degustarmos o repasto fomo-nos aproximando do areal e da praia. Já os funcionários do hotel tinham colocado  pedaços de madeira grandes, de modo a formar umas fogueiras largas e altas no meio da areia. Este assunto é retratado aqui de uma forma informativa.
E assim se passa uma noite divertida: a noite de São João em Roquetas de Mar, na praia a saltar fogueiras, convivendo e bebendo, alguns bebendo muito até demais.

Nessa noite de 23 de junho de 2017 houve uma morte,  o que é natural acontecer por toda a Espanha, devido ao aglomerado de gente que se junta nestas situações, mas antes houve festa muita festa, fogo de artifício e banhos no mar.

Foi a comemoração da noite mais pequena e a celebração das noites vindouras com calor, praia, amor, liberdade e felicidade.

E como o que é bom termina depressa, demos por terminadas as nossas férias. Foram boas, aliás muito boas, mas como tudo, terminou. Para o ano há mais.

Agora regressando ao nosso lar, à nossa vida pacata e feliz.



Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D